3.4.13

A Centenária Oficina dos Caminhos de Ferro de Ovar

Revista REIS/1992
TEXTO: José Maria Fernandes da Graça

A necessidade de conservar cuidadosamente a Ponte de D. Maria Pia, no Porto, levou, em 1899, à criação de uma brigada especial de cerca de 20 a 30 homens que, com algumas máquinas elementares de primeiro recurso e por motivos de melhor acomodação, acabaram por se fixar em Ovar.
Assim, e sem saberem, estabeleceram os alicerces para a actual Oficina de Obras Metálicas dos Caminhos de Ferro, que muito tem contribuído para a manutenção da mesma Companhia. Apesar de modestas, essas primitivas instalações, para além de darem sustento a numerosas famílias de cá ou que aqui se fixaram, numa época em que escasseavam as indústrias, prestaram ao país um notável serviço, que ainda hoje se pode admirar quando passeamos ao longo dos quase 4000 km de via férrea.

 Oficinas de Ovar
De facto, ao longo de muitas décadas, de Ovar saíam os carris e a maior parte das estruturas das vias férreas, portuguesas, incluindo as grandes pontes metálicas, muitas das quais são verdadeiras obras de arte.
Nas Oficinas de Ovar chegaram a laborar simultaneamente 250 funcionários. Hoje trabalham apenas cerca de 100.
Oficina vocacionada para um vastíssimo campo de fabricação, executa, actualmente, pára-choques, cancelas vasculantes de passagem de nível, aparelhos de mudanças de via (na gíria denominados "agulhas"), componentes diversos de via, componentes diversos de via, de sinalização, rebites, parafusos,  etc., etc. Mas o seu principal suporte é, na verdade, a construção de pontes metálicas que abundam nos nossos caminhos de ferro. Possui também uma secção de motores e compressores e uma carpintaria de moldes. Para não falar da sua complicada maquinaria, que inclui  autênticas peças de Museu.
Por aqui andaram muitos dos avós, dos pais e dos parentes dos ovarenses de hoje. Nas agruras dos piores tempos ou na felicidade dos melhores momentos, quem passou por aqui - e se não quiser mentir!  dirá:  Tenho saudades da minha "Velha Oficina"!

Ponte de S. Pedro, na linha da Beira Baixa (Ródão),
executada nas Oficinas de Ovar

Texto publicado no n.º 26 da revista REIS/1992
Edição da Trupe JOC/LOC 
http://revistareisovar.blogspot.pt/2013/04/a-centenaria-oficina-dos-caminhos-de.html

Sem comentários:

Enviar um comentário